| 1 comentários ]

Depois da "ferroada" dada na última sexta-feira no pastor Marco Feliciano, que é um dos mais conhecidos pregadores pentecostais do Brasil, Ricardo Feltrin se "redimiu" com o público evangélico nesta segunda-feira. Ele citou o lançamento de Michael W. Smith, "A New Hallelujah" no quadro "Quem é Legal". Confira:

Quem é Legal

"A New Hallelujah", de Michael W. Smith


Esta coluna, que gosta tanto de música, poderia passar parágrafos e mais parágrafos justificando porque este CD de música gospel, que teve lançamento mundial na semana passada nos EUA, é uma verdadeira obra-prima musical. Sim, leitor secular, música gospel, sim. Ou simplesmente música. Seja qual o estilo, neste CD você tem o nível mais elevado que alguém pode ouvir. Dono de uma história musical e pessoal incrível, o ex-cantor pop e ex-adicto norte-americano Michael Whitaker Smith se transformou em ícone incontestável da música gospel do mundo. Em "A New Hallelujah" ele conseguiu, com a participação do lindo coral African Childrens Choir, provar que a música contemporânea ainda pode ter inspiração divina.

Veja o vídeo:



Fonte: Uol Notícias - Ooops! (com especial agradecimento do Fabão que me indicou esta nota)

Correção à declaração de Feltrin no vídeo:

Michael W. Smith sempre foi um cantor cristão, e não era cantor secular que se tornou gospel, conforme informou o colunista.

1 comentários

JOSÉ DANIEL disse... @ 4 de novembro de 2008 11:15

Não há nada a redimir. O ministério (???) de Marco Feliciano há muito deixou de ser centrado em Cristo para virar comercial.

CDs, DVDs, Curso Teológico, Gravadora, Editora, Grife de Roupa, Shoppings, Consórcio e por aí vai.

Postar um comentário